Como será o fim da sua vida?

Ninguém escolhe em qual nível se começa a jogar algo, simplesmente começamos sabendo nada, aprendendo as teclas, os personagens, como jogar. Não há como se escolher começar o jogo de um nível elevado. Essa escolha não existe. Todos começam do chão. Com as mesmas dificuldades, as facilidades certamente não são as mesmas. Mas no final, o jogo é o mesmo e deve ser jogado.

A vida é assim. Todos começam no mesmo no nível. Cabe a nós determinar em qual nível terminamos o jogo.

Você pode não concordar comigo e afirmar: mas ninguém escolhe quando morre.

Mas todos podemos escolher o como morreremos. E essa escolha não restringe à saúde, e sim, a você. Você morrerá satisfeito com o que viveu até agora? Como viveu?

Há pouco tempo atrás ouvi a seguinte história: uma pessoa, depois de morrer, encontrou-se com um anjo. Ele lhe faria apenas duas perguntas que, dependendo das respostas dadas, determinariam sua ida pra o céu ou para o inferno.

Faço-lhe agora estas duas perguntas:

Você encontrou alegria em sua vida?

A sua vida fez os outros encontrarem alegria para as suas vidas?

O que você responderia?

Não é inteligente sermos ingênuos a tal ponto para pensarmos que, por sermos alegres, outros serão alegres. Nem podemos cair na armadilha de que devemos ser sempre alegres.

A vida não é justa. Acredito que ela nunca se propôs a tal objetivo.

Por enquanto, uns aproveitam a alegria que conquistaram, enquanto outros, tentam achá-la.

Sempre foi assim. Mas duvido que permaneça assim para sempre.

Alegria não cai do céu. Para ninguém.

Se como diz Schopenhauer, “o inferno são outros”, provavelmente há como se achar o céu também nos outros. Basta que deixemos de escolher o inferno para todos (exceto a nós mesmos) e todos seremos mais céus que infernos.

Se sou um inferno para outro, como posso ter a audácia de querer para mim, o céu?

Se deixarmos de procurar, pelo menos por alguns momentos, o inferno em tudo, certamente, encontraremos o céu.

Anúncios

3 comentários em “Como será o fim da sua vida?

  1. I’ve never thought about the way I would die, but die in place of someone who i love, seemed a good way to pass.
    -B.Swan-

    Gostei do seu blog. De verdade. Checando sempre agora. 🙂

    hugs&kisses
    A. Nicolle

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s