Tudo em um!

Um pastor. Um médico. Um filósofo. Um músico. Um “organeiro”. Um nome. Albert Schweitzer.

Nobel da Paz, missionário, defensor dos animais e mais o que você pensar que possa ser acrescentado na biografia dele.

O último livro que acabei de ler – “Albert Schweitzer, uma vida exemplar“- é a biografia de mais um desses caras que te colocam no chinelo sem nem perceber isso. Rubem Alves escreveu um texto maravilhoso sobre a sua vida, vale a pena ler! =)

Como pensador, Schweitzer repensou as filosofias de sua época, lançou bases por toda a Europa da Primeira Guerra, deu uma nova maneira de interpretar Bach, que era seu compositor predileto, além de grande defensor dos órgãos originais da Europa! Foi também médico-missionário no Labão (África), onde construiu um hospital no meio da selva para os africanos que chegavam. Ele amava este povo a ponto de saber lidar mesmo com suas facetas mais complicadas, como a superstição e a falta de atenção do resto do mundo.

Ler sobre a vida e obra dele me fez pensar em como trabalhar para fazer diferença no mundo. Olhando alguém assim, cai por terra a ideia de “vou ser bom em uma coisa e tá bom”… Nananinanão! Com ele a ideia é mais ou menos assim: seja ótimo em tudo que puder!

Concordo com ele plenamente!

Eis aqui um trechinho da filosofia pela qual ele iniciou, falando sobre os questionamentos  universais:

“Todo pensamento deve renunciar à tentativa de explicar o mundo. Não podemos compreender o que se passa no Universo. O horrível e o magnífico, o absurdo e o inteligível estão unidos. O espírito do Universo é, ao mesmo tempo, criador e destruidor. Continua sendo para nós, por esta razão, um mistério. Devemos resignar-nos como diante de um fato inelutável.”

E não é mesmo? Como pode o ser humano, minúsculo neste Universo, querer entender tudo o que nele acontece? Seria mais ou menos a mesma coisa que uma ameba querer aprender anatomia. Rola?!

Enfim, fica a dica de leitura de qualquer coisa desse mestre da vida! Albert Schweitzer.

O livro que tenho é uma edição de 1935, o que faz com que a leitura seja uma incrível aventura entre o português arcaico, o modo de escrita dessa época e a complexidade da personagem principal. Apesar disso, vale a pena! A busca por algo dele pode demorar um pouco para encontrar frutos, mas assim que encontrar, não abra mão!

Espero que a energia de Albert Schweitzer chegue até você como chegou em mim: pulsante, criativa e inspiradora!

Boa leitura! 😉

Anúncios

Um comentário em “Tudo em um!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s