A passos de formiga e sem vontade…

Ah! O futuro. É difícil esperar até que ele finalmente chegue.

Né?

Na época em que o inventaram, tenho certeza de que não existia internet, estradas retas e aviões supersônicos. Ou seja, ele vem a passos de… passos.  A pé mesmo.

Enfim, é uma lerdeza.  Acho que é crônica.

Mas serei justa: de vez em quando, no momento em que já esquecemos que ele existe, que já tiramos ele da órbita e continuamos o jogo sem 2˚ tempo, ele, o sem mãe chega.

E pior: chega como se fosse o dono da festa. Acha que tá abafando. Tá abafando a felicidade alheia, provavelmente.

Isso porque ele nunca é do jeito que as cartas (ou fax? O que é mais antigo que carta?) que ele manda dizem que ele é.

Resumindo: sempre surge a frustração (super infantil, como sempre) e diz: achei que a carta (ou fax) ficaria mais bonita se eu fizesse uns desenhos em todos lugares cima.

O problema da frustração é que a realidade, em geral, só precisa ser real. A beleza fica por conta de outra coisa.

Mas finalmente o futuro chega, com seus olhos brilhantes, cabelos ao vento e… pera aí. A frustração desenhou esses cabelos por aqui.

Melhor não enfeitar o futuro. A frustração, como sempre, vai rir da sua cara porque você acreditou no desenho que ela fez.

O presente (irmão do meio do futuro) é um pouco mais confiável. Tá certo que ele meio instável, mas quem não é nos dias de hoje? Coitado.

Mas ele deve saber um pouco mais sobre o caçula. Né? Espero que não estejam brigados. Seria #tenso

O passado é meio rabugento. Mas tá perdoado, porque vive de extremos. Ou as pessoas amam, ou odeiam. Ninguém é capaz de ser feliz desse jeito. Ou normal.

Todo mundo que vive muito nos extremos acaba meio psicótico desequilibrado.

No final, acho que só o futuro que tem salvação mesmo.

E que venha com olhos brilhantes, num cavalo (é um pouco mais rápido que a pé) mãos macias e cabelos ao vento.

Ok, ok. Pela velocidade (e desenhos que a frustração fez quando o passado ainda não era tão rabugento) é melhor adicionar uns fios brancos nesse cabelo.

Anúncios

Um comentário em “A passos de formiga e sem vontade…

  1. Excelente Aman..cheio de recursos…além do tema nada simples. Parabéns 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s