Valsa noturna

Os dedos passavam de leve na madeira do corrimão. Ela andava devagar. A camisola de seda esvoaçava com o vento frio da noite. Quem diria que ela… Arrepiada, os dedos mal tocando na madeira, ela pensava em todos aqueles que se aproximaram dela. Homens tão diferentes e tão iguais. Por um momento, ela contou as … Continue lendo Valsa noturna

Anúncios

Outra hora

Às vezes paro para pensar o que seria de nós se os tempos mudassem. Se de repente, vinte anos à frente estivéssemos. Ou quarenta anos atrás. Viver cinco minutos que não são os que vivemos agora. A vida seria tão diferente? Nós seríamos diferentes? Em uma questão de segundos presentes, acredito que tudo seria imensamente … Continue lendo Outra hora

Cúmulo

Já fazia muito tempo que não chorava. É verdade que tentava um pouco a cada oportunidade que se apresentava. De cebolas a bocejos, de filmes à cenas da realidade. Tudo era motivo para o choro, que nunca acontecia. Como lidar com a negativa tão urgente e inegável que se apresenta sempre que não a queremos?  Tentava … Continue lendo Cúmulo

Pedestal

Às vezes me sinto boba de ainda ter esse blog. Esse site com nome de palavra que bebê fala. Tenho vontade de radicalizar e postar apenas giffs de celebridade e comentários com maiúsculas minúsculas maiúsculas caretas desenhos selfies gatos cachorros balões mais selfies e chicletes uma maquiagem o mozão de caramelo e o mozão de … Continue lendo Pedestal

Volta Redonda

Novembro veio com todas as promessas de que seria complicado. Até agora, só vejo um mês cumprindo sua palavra. Aplausos para ele. Estou participando de um musical. Estou escrevendo um livro. Estou com trabalhos além do trabalho. Um curso de fotografia. Participando de uma maratona de escrita. Conhecendo gente linda a rodo. Sentindo falta de … Continue lendo Volta Redonda